terça-feira, 2 de abril de 2013

Trying to live


As cicatrizes do último corte já estavam melhores; as coisas pareciam que estavam começando a se encaixar. Era madrugada, me olhei no espelho e senti nojo de mim mesma, nojo de ver essa imagem horrorosa de alguém que não sou eu, de um monstro, uma aparência deformada que me deixou desesperada. Gorda, extremamente gorda. Barriga enorme, coxas, tornozos, pulso, dedos, um rosto gordo, tudo horrivel. Estou cansada. Estou me sentindo um lixo humano.
Estava sozinha, estava chorando, angustia, medo, desespero, procurei por remédios, tomei pelo menos uns quinze, na esperança de que isso pudesse me suprir psicologicamente de alguma forma; peguei uma lâmina e me cortei outra vez. Pra disfarçar; a velha companheira fitinha vermelha que amarro com várias voltas no pulso. Sou tão idiota! Porque faço se eu sei que isso não vai me deixar mais magra, muito menos mais bonita?
Parece que estou tendo uma daquelas recaídas malditas que me fazem me odiar tanto a ponto de não querer mais me ver no espelho, a ponto de querer passar o dia todo na cama, chorando, sozinha, sem ver ninguém. Nada do que faço me anima.
Tenho vontade de simplesmente parar de comer. O que já tenho feito (de novo) . Tenho ido à academia. Não me pesei mais. Já ouvi pessoas comentando que estou mais magra, mas na verdade, não vejo diferença alguma. Parece que todas estão mentindo pra tentar me agradar, pra não parecer tão frustrante ir malhar todos os dias, correr, andar muuito e não ter resultado algum. Sei lá.
A última vez que bebi (e foi consideravelmente pouco; tipo dois drinks no máximo, eu juro!) passei tão mal a ponto de achar que deveria ir pro hospital. No fim todo mundo me criticou pois não havia comido nada o dia inteiro e segundo eles, essa foi a causa do mal estar. Minha pressão baixou, estava super gelada, não tinha mais ‘sentidos’. Até insistiram muito para que eu comesse algo, mas estava disposta a desmaiar em público a ter que comer alguma coisa.
Tudo tem sido bem complicado. Talvez sinta falta de casa, o que não sei se realmente é.
Anteontem, no domingo de páscoa, foi a primeira vez que não passei junto com minha família. Não ligo muito pra datas assim, sinceramente, não acredito muito nisso. Acho que nem tem mais sentido, tornou-se assim como o natal, uma data consumista... enfim... minhas opiniões não vem ao caso... o fato é que me senti meio perdida. Sem os amigos que sempre estiveram comigo (mesmo que sempre fui meio antissocial), sem os familiares, sem tantas atenções.
Ganhei chocolates e os dei para minha afilhada e alguns para uma amiguinha dela que é
nossa vizinha.  Fomos almoçar em um restaurante. Não sei se eu sentia pena das pessoas lá ou de mim mesma. Observava os absurdos e exageros de alimentos que todos estavam comendo. Comi saladas e um pedaço de peixe. Enquanto comiam sobremesa, estava eu lá com minha coca zero na mão... Não sei mais o que penso a respeito de comida. É um pesadelo, uma tortura. Penso em comê-la, penso em não comê-la. Sinto vontade e muito mais sinto nojo. Quando como me sinto horrível e enjoada e acabo vomitando; às vezes sem forçar nada, apenas por rejeição do meu estômago...
Não comi um chocolate sequer. Nem pretendo comer por um bom tempo.


Assim vou vivendo [tentando] com essas loucuras e desafios eternos. Não sei se espero que as coisas melhorem realmente. Só espero ser magra e um dia me sentir bem com meu corpo, minha mente e minha alma.

22 comentários:

  1. Eu preciso ter esse nojo de comida, em relaçao aos meus amigos, eles sabem que as vezes fico horas sem comer dai eles ficam me criticando, dai eu falo pra eles que se eles querem me ver feliz ou eles me apoiam ou me ignoram....
    e ser magra e tudo oq nos esperamos e é a coisa cuja tal corremos tanto atras

    ResponderExcluir
  2. Recaídas... é pelo oq eu tenho lutado loucamente contra =\
    Tenho inventado realidades, fugido de pensamentos, tomado remédios diversos escondida... eu sempre falo que somos nos que construímos nossa realidade, mas e quando tudo que construímos nos leva para o abismo?
    Não podemos nos deixar abater! vamos continuar de cabeça erguida, ok?
    Dentre ataques de loucura,e crises estaremos de pé... cada vez mais fortes!
    Conte sempre comigo!
    Bjão
    Alê

    ResponderExcluir
  3. Minha querida, todos nós temos recaídas, o importante é manter sempre a cabeça erguida, vc é forte pra caralho, eu sei disso pq acompanho seu blog faz tempo, mesmo nunca me manifestando.
    Sou nova aqui, mas saiba que pode sempre contar comigo para qualquer coisa, beeijos, Victoria

    milsonhosdourados.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Ler este texto foi como ler um pouco da minha vida no momento. Força ai Ana to contigo em tudo.
    Se quiser seguir ser-perfeita.blogspot.com
    Bjs Anica

    ResponderExcluir
  5. gostei muito do seu blog, e da sua maneira de se expressar.
    me sinto como vc.
    seguindo
    bjoos
    :)

    ResponderExcluir
  6. Oi meu anjo, me perdoe pelo demora em voltar aqui, só agora consegui ficar sozinha para entrar nos blogs, enfim, aqui estou eu...
    Todos esses sentimentos em sei bem como é, afinal eles aparecem numa frequencia absurda. Não sei se vc já reparou, mas a maioria das anas sofrem assim, ñ sei pq, se é a própria ana que nos fazem sentir assim, só sei que dói e incomoda muito. Para ser sincera não sei como posso te ajudar, afinal me encontro no mesmo barco que vc, mas vc sabe que pode contar comigo, mesmo que seja apenas para desabafar. Sabe aqueles momentos quando vc se olha no espelho e se acha a pessoa mais repulsiva e nojenta do mundo? Bem como vc descreveu aí em cima? Então, eles não são reais, não acredite neles, é tudo mentira, só para vc se sentir mal e querer se machucar cada vez mais. Sei que é difícil, mas tente olhar só o lado bom que há em vc. Irá se surpreender com a pessoa linda e especial que vc é. Acredite em mim, pois é isso que sempre faço para ñ deixar a tristeza me dominar.
    Só posso desejar melhoras e não desanima meu anjo, vc é importante pra mim e te ver bem é o que importa.

    bjo

    ResponderExcluir
  7. Meu amor.. Eu sinceramente fico totalmente sem jeito qdo me deparo com situações assim, eu gostaria de te consolar e ter palavras de apoio q te fizessem sentir melhor, mas eu n tenho.. e tudo q eu sinto a respeito disso n consigo escrever, eu so sei q eu quero teu mellhor, e faz parte. todo esse sofrimento faz parte..
    Eu tb sinto essa vontade e não vontade de comer.. e é terrivel, mtmtmtmt ruim, me sinto num beco sem saída, sla, é mt ruim. Imagino como se sente.
    Bom, espero q vc continue com a força e o controle q tens. E cuidado c esses mal estar, uma hora vc ainda pode parar no hospital :c

    beijos

    ResponderExcluir
  8. Eu sou péssima para acolher as pessoas, dar conselhos e coisas do tipo. Mas te entendo perfeitamente, se sentir gorda constantemente, não ver resultados ... Sei de verdade como se sente, mas peço para que não se corte mais não :( Pensa comigo ... Do que adianta você la na frente com o corpo perfeito que você sempre sonhou, mas cheia de cicatrizes por se cortar , não se estrague ! E outra, pense o quanto está indo bem por não ter cedido aos chocolates, isso é algo que deve se orgulhar muito. Espero que fique bem viu , se cuida !

    Ah, e gostei muito do seu blog, e já estou seguindo. Sou novata por aqui ... Será que poderia me seguir também? Ficaria muito grata

    http://pequenagrandeana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. flor vc é tão parecida comigo! na páscoa eu não ganhei ovo, isso é bom porque assim nao tenho porcarias pra comer, mais foi um dia tão sem graça, não teve nada de importante, ninguém nem eu estava ligando muito pra ele..
    fico tão mal quando vejo alguém assim! já passei por tanta coisa que fico mal só de pensar, e saber que tem uma pessoa mal me deixa também. Se quer um conselho evite o espelho, ele não é nosso amigo.. se arrume, se obrigue a comer e a sair um pouco com pessoas queridas, pode te dar um animo!
    ficar triste e sem comer só vai te fazer mal!
    melhoras viu! se precisar estou aqui
    beijinhos s2

    ResponderExcluir
  10. Que confusão mental que nos cansa né?
    Recaídas são péssimas!
    Senit muit tristeza em ler seu pot, pois gostaria de algum modo pode ajuda-la, nem que fosse em abraços. Sabe sinto-me impotente, mesmo comentando aqui.
    Queria ajudar, aliás , ajudar a vc a muitas e a mim. Mas também não tenho esse poder!

    Quero agardecer pelo força e preocupação comigo, no meu momento "tristeza"!
    Muito obriadda!

    Espero que hoje depois de dias, do post, vc esteja bem melhor!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  11. Oi flor :)
    Isso é uma fase muito ruim na vida da gente em que queremos jogar tudo para o alto e ficar quietinha num cantinho, chorando e sem esperança. Sei como se sente. Mas saiba que isto vai passar sim. Você vai emagrecer e se olhar no espelho e se sentir bem. Seja forte pois a felicidade está a sua espera, mas a gente precisa de um pouquinho de paciência. Esse momento ruim vai passar, você vai ver.
    Bjos

    ResponderExcluir
  12. Nao sei o q dizer flor
    se nem eu sei o q fazer comigo
    como poder ajudar uma amiga
    sou tao inutil
    queria dize-la palavras de conforto e incentivo
    mas acho q nao nos serviriam
    chega de mentiras hipocrisia
    ja nao me sinto bem como faze-la sentir-se melhor realmente sou uma inutil

    DESCULPE-ME

    ResponderExcluir
  13. Não é difícil me identificar com o que você posta, sabia? Eu fiquei um bom tempo sumida do blog, por motivo de força maior, mas sempre quando venho aqui, no seu... Sei lá, eu sempre fico pensando "Caramba, ela entenderia a maioria das coisas que penso!". Estranho, né? Mesmo que a maioria dos seus posts sejam falando de coisas diferentes dos meus. Um pouco diferentes, na verdade.
    Acho que não precisaria mas vou dizer mesmo assim. Te desejo o melhor, hn. Que você realmente consiga se sentir liberta de toda essa agonia que te envolve. Ser magra e estar em paz consigo mesma é algo que vai acontecer, claro que vai! Só precisa ajustar - e pensar - melhor no caminho até lá.
    Cuide-se, hn. E qualquer coisa que precisar, chama. Sem problemas. <3

    Ny.

    ResponderExcluir
  14. Essas recaídas são assim mesmo e se a gente não se impor sobre tudo isso, temos que aprender a conviver com elas. Dê um basta porque "quem manda nessa merda" é você! Se você quer fazer dietas, faça. Se quer comer chocolate, coma. Se quer ter nojo da comida pra sempre, que tenha. Só não deixe a doença de dominar de forma a estragar seu ânimo, sua felicidade...
    Mas quem sou eu pra falar né...
    Enfim, se cuida.

    ResponderExcluir
  15. Oi Anne!

    Só quem já passou por isso sabe o quanto dói.
    Só quem já se cortou de propósito sabe que a dor carnal é insignificante diante da dor da alma,o sangue escorrendo que parece punir chama a atenção,mas não diminui em nada o sofrimento.
    Só quem tem transtornos alimentares sabe o dilema de conviver com a comida como quem convive com um ombro amigo e ao mesmo tempo com uma calota radioativa,hora consola,hora parece que vai nos matar.
    Só quem já teve depressão sabe o quê é acordar e se perguntar o porquê de ainda estar vivo,permanecer na cama o resto do dia sem escovar os dentes ou tomar banho,porque perdeu o amor próprio.

    A pior desgraça dos transtornos alimentares não é passar fome,não é ter os dentes corroídos pelo suco gástrico,não é ter queda de cabelo,não é se cortar,não é perder qualquer vínculo social,não é ver a comida como um inimigo...
    A desgraça maior é a distorção que temos da nossa própria imagem,não conseguimos ver evolução ou emagrecimento e nos desesperamos desencadeando uma sequência de sofrimento eterno,pois quem não pode se ver de verdade não se conhece e não pode impor os próprios limites.Logo sem percebermos estamos escravizadas pelos transtornos alimentares e obcecadas pela perfeição,que um dia chega e passa do ponto mas não podemos ver.

    Digo que a imagem distorcida que vc vê no espelho realmente não é sua,prova disso é o quê as pessoas dizem,cá entre nós:se vc estivesse mais gorda também comentariam,afinal por que alguém ia te dizer que está mais magra pra te agradar?Mesmo que alguém fizesse,será que todo mundo faria ao mesmo tempo?Claro que não!

    Coragem mulher e se pese,tire medidas,compre roupas menores e use.As balanças não mentem pra agradar ninguém,as fitas menos e as roupas novas não mudam de tamanho.Tente reconhecer-se mais magra fora do espelho,pois aquele mundo paralelo não é real,não mais.

    Levanta mulher e anda,erga-te e comece a viver,desfrute do que vc tem embora não consiga ver,vista as roupas que vc sempre quis,vá à praia de biquíni arranque suspiros por aí (admiração dos homens e inveja das mulheres) e sinta-se livre para ser feliz porque você realmente é livre!

    Quando vc começar a se amar de verdade ao ponto de ser mais forte que os transtornos alimentares,vai se olhar no espelho e se apaixonar como o Narciso.

    Beijinhos ^^

    ResponderExcluir
  16. Bem querida não creio que os transtornos alimentares provem da falta de a,or próprio apenas, talvez seja uma punição que fazemos assim como os cortes que fazemos em nossas peles e em nossas vidas.
    Fique forte

    ResponderExcluir
  17. Amori, espero que esteja melhor desde este ultimo post!
    Estou preocupada e com saudades suas!
    Espero que posso nos dar notícas logo logo!

    Abraços Lia*

    ResponderExcluir
  18. ô minha linda Ana, não gosto de te ver tristinha assim, mas entendo você completamente. Minha relação com a comida tbm é de amor e ódio e isso machuca demais.
    Não queria que nenhuma de nós passasse por essas angústias pelas quais passamos todos os dias. Queria que tudo fosse diferente. Espero que um dia essa esperança traga algum alento para todas nós. Sei lá, só queria notícias tuas e me dizendo que estás bem.

    Sobre os teus cabelos, pode ser que ele precise de cuidados mais especiais, já que comida não é o nosso forte, né? Então, depois dá uma olhada no post que fiz sobre o cronograma capilar.

    Fica bem, tá minha linda?
    Fica bem por favor.
    Cheirinho

    ResponderExcluir
  19. Amori, cadê você?
    Depois de um post que vc está tão tristinha some assim!
    Nós dar notícias!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  20. Está tudo bem com você? Pois não tem escrito mais..entendo seu sofrimento mas como sempre te disse:sozinha você não consegue, vá procurar uma boa ajuda profissional!!
    Abraços.Sandra

    ResponderExcluir
  21. Amiga, como a Sandra estou preocupada contigo, e digo o mesmo, sei do seu sofrimento...é complicado, não posso dizer que entendo plenamento seu sofrimento, pois este somente que passa... podemos senti a dor, a magoa, o sofrimento...mas nunca é igual.

    Quando puder der notícias a nós...nos diga como vc estar, mesmo que seja em duas linhas.

    Abraços!

    ResponderExcluir